…Caverna d'Zion…

A Confiança pede “arrego”

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on março 31, 2009

confiancaConfiança é uma palavra que a cada dia anda mais difícil de se encontrar nas esquinas! Tem se a oportunidade de ter esperança porque a esperança depende de nós, mas a confiança é algo que vai além de nos mesmosconfiança não é fé, agora, é claro que fé é confiança e mais alguns outros componentes… Nossa confiança esta cada dia mas firmada, estabelecida e depositada em certezas materiais, visíveis em outras palavras naquilo que pode se ver!!! Estamos esquecendo que todas essas certezas ditas como “reais” pelo simples fato de a vermos não as credenciam a serem verdadeiras e sólidas o bastante para que depositemos nossa confiança nelas… essas ditas “certezas” são temporais e logo são perecíveis, não são eternas e imutáveis.

Nossa percepção humana tem a inclinação de preferir confiar no que se pode ver, do que naquilo que é verdadeiro mas que não se pode ver… estou falando de VERDADES ETERNAS e IMUTÁVEIS que é um terreno sólido para se construir qualquer tipo de confiança. Isso para muitos pode parecer uma papo meio “noiado” e puramente “metafísico” contudo não o é!

confiança pede arregoTemos perdido a confiança nesse mundo terreno pois temos confiado naquilo que é transitório, e se é transitório logo é mutável e se é mutável logo é perecível e toda a espectativa que foi colocado nisso também é mutável e perecível, em outras palavras ela acaba e a confiança depositada nela também.

Com toda correria do dia-dia e com o tempo sendo nosso maior concorrente essas estruturas que são perecíveis são quase reconstruidas todos os dias e logo a nossa confiança atinge um grau de descrença que não mais quer se dar ao “luxo” de confiar em nada!! Isaías 31:1 diz: 

Temos confiado em tudo como coisas para determinado fim, mas em contra partida, temos ignorado confiar na gêneses dessas mesmas coisas.

alwaysA confiança de uma pessoa temente a Deus não pode estar baseada naquilo que Deus proporciona que façamos seja (tecnologicamente ou mesmo um dom) mas tem que ser baseado Nelenão pode ser baseado em criaturas ou em criações e sim no criador! Não podemos nos frustar com o nosso próximo pois só se frusta aquele em quem confiamos e a palavra de Deus e a própria história nos mostra que o ser humano por mais que seja a mais bela criação também não e digna de confiança…

Então não culpe o próximo pelo fato de você mesmo ter confiado nele a confiança é algo que começa em você e você é responsável por ela, seu próximo por mais que seja de confiança ainda é uma criatura e não um criador.

NÃO CULPE O SEU PRÓXIMO POR AQUILO QUE VOCÊ DEPOSITOU NELE, FOI VOCÊ QUE DEPOSITOU. QUE SEJAMOS MAIS RESPONSÁVEIS PELOS SENTIMENTOS QUE NUTRIMOS, POIS SOMOS NOS QUE SOMOS RESPONSAVEIS PELOS NOSSOS SENTIMENTOS E CONFIANÇAS NÃO OS OUTROS.

Ai dos que descem ao Egito a buscar socorro, e se estribam em cavalos; e têm confiança em carros, porque são muitos; e nos cavaleiros, porque são poderosíssimos; e não atentam para o Santo de Israel, e não buscam ao SENHOR.

TEMOS CONFIADO que meios de comunicação modernos podem facilitar a forma e a qualidade com que nos comunicamos (errado), TEMOS CONFIADO que tecnologias modernas na área da saúde vai proporcionar ao nossa saúde quase a imortalidade do corpo (errado), temos confiado que os crescentes livros de auto-ajuda vai nos levar a vencer nossas dificuldade pessoais (errado), TEMOS CONFIADO que armas mais poderosas vão nos proteger de nossos inimigos (errado), e ainda existem aqueles que CONFIAM que Deus é uma ficção/idéia criada pelo nosso psicológico pois somos seres dependentes de algo maior para justificar nossos erros e nossas frustrações (errado).

Temos confiado em tudo como coisas para determinado fim, mas em contra partida, temos ignorado confiar na gêneses dessas mesmas coisas.

A confiança de uma pessoa temente a Deus não pode estar baseada naquilo que Deus proporciona que façamos seja (tecnologicamente ou mesmo um dom) mas tem que ser baseado Nelenão pode ser baseado em criaturas ou em criações e sim no criador! Não podemos nos frustar com o nosso próximo pois só se frusta aquele em quem confiamos e a palavra de Deus e a própria história nos mostra que o ser humano por mais que seja a mais bela criação também não e digna de confiança…

Então não culpe o próximo pelo fato de você mesmo ter confiado nele a confiança é algo que começa em você e você é responsável por ela, seu próximo por mais que seja de confiança ainda é uma criatura e não um criador.

NÃO CULPE O SEU PRÓXIMO POR AQUILO QUE VOCÊ DEPOSITOU NELE, FOI VOCÊ QUE DEPOSITOU. QUE SEJAMOS MAIS RESPONSÁVEIS PELOS SENTIMENTOS QUE NUTRIMOS, POIS SOMOS NOS QUE SOMOS RESPONSAVEIS PELOS NOSSOS SENTIMENTOS E CONFIANÇAS NÃO OS OUTROS.

Anúncios

Eu e o diabo temos uma coisa em comum!

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on março 23, 2009

demonioÉ isso mesmo! Eu tenho uma coisa em comum com o chifrudo. Mas antes de falar isso sinto a necessidade de compartilhar algo com vc…

Quem me conhece um pouco sabe que não gosto e muito menos sou, do tipo de cristão espiritualista… espiritualista no sentido de viver em um mundo paralelo… tipo a “Matrix”! Creio que se estou, mesmo que ainda no “mundo” terreno e porque tenho parte com aquilo que é terreno… é uma lógica bem simples! Jesus disse: “Não peço que os tire do mundo, mas que os livre do mal” João,17:15

Assim como a Lei da Ação e Reação de Isaac Newton diz “para toda ação existe uma reação igual em sentido oposto” e assim também como a Lei da Gravidade “nos faz ficar no chão” existe outra Lei Universal que diz “que enquanto estivermos no mundo seremos assolados pelo mal”. Mas o que é esse tal “mal”?

portinarriPesquisando para sair da simples idéia restrita da minha cabeça do que vem a ser “mal” eu pude aprender que: Mal é muito mais que o antônimo de bem. Mal é uma característica negativa, que implica uma certa depreciação de alguma coisa em relação ao seu estado normal. A idéia de mal, culturalmente relativa, encarna tudo aquilo que não é desejável ou que é destrutível. O mal está no vício, em oposição à virtude é aquilo que prejudica ou se opõe ao bem; doença; dor; desgraça; calamidade; castigo; punição; prejuízo; inconveniente; imperfeição.

Me surpreendi com um artigo que li e quero compartilhar dois parágrafos com aqueles que desejam saber se “Deus criou o mal”:

Deus é bom, e criou criaturas boas com uma qualidade denominada livre arbítrio. Infelizmente, as criaturas de Deus usaram este poder, que é bom, para trazer o mal ao Universo. E como fizeram isso? Ao se rebelarem contra o Criador. Então, o mal surgiu do bem, não direta, mas indiretamente, pelo mau uso do poder bom chamado liberdade. Desta forma, Deus é responsável por tornar o mal possível, mas as criaturas livres são responsáveis por torná-lo real.

fearbyxoxchrystalxoxco2Concordar que Deus não criou todas as coisas é negar sua soberania. Todavia, admitir que Ele causou todas as coisas e que o mal faz parte dessas coisas é reconhecer que Deus causou o mal. Entretanto, os crentes respondem que o mal não é uma coisa ou substância, antes, é a falta ou a privação de algo bom que Deus fez. Assim, o mal é a corrupção das substâncias boas que Deus criou. É como a ferrugem em um carro ou a podridão em uma árvore. O mal não é algo em si só. Existe somente em companhia de outra coisa, mas nunca sozinho.

Dizer que o mal não é algo, mas uma falta nas coisas, não é o mesmo que afirmar que ele não é real. Temos de entender que privação não é o mesmo que simples ausência. A visão está ausente na pedra assim como no cego, mas a ausência de visão na pedra não é privação, pois a privação é a ausência de algo que deveria estar ali. Já que a pedra, por natureza, não deveria ver, ela não está privada de visão. Logo, o mal é a falta real das coisas boas, como o cego pode testemunhar. O mal não é uma entidade real, mas a corrupção real em uma entidade real.

Por que Deus, na sua onipotência, não destrói o mal? Mesmo um ser onipotente como Deus não é capaz de fazer qualquer coisa para mudar esta tendência humana. Explicando. Deus jamais forçaria as pessoas a escolherem livremente o bem, porque a liberdade forçada seria uma contradição à sua Palavra. Logo, Deus não pode destruir literalmente todo o mal sem aniquilar o livre-arbítrio. A única maneira de destruir o mal seria destruindo o bem do livre-arbítrio. Logo, se Deus destruísse todo o mal, teria de destruir também todo o bem do livre-arbítrio. Mas,apesar de Deus não aniquilar o mal, Ele pode (e irá!) derrotá-lo e, ao mesmo tempo, preservar o livre-arbítrio. Assim, ainda que o mal não possa ser destruído sem destruir o livre arbítrio,ele pode ser derrotado.

Que texto maravilhoso… (Completo aqui) mas agora com minhas próprias palavra continuo meus pensamento para te responder o que é que eu tenho de comum com o diabo… Se toda essa maldade é falta de Deus e de todas suas virtudes e se o responsável por essa corrupção maléfica só veio para matar, roubar e destruir então tem que existir um organizador, tem que ter um gestor todo esse esquema.

diaboComo disse um amigo a alguns dias: O diabo já alcançou a excelência, quase atingiu a perfeição em destruir a vida do se humano Perguntei com um ar de inocência porque? E com um raciocínio bem lógico e simplista me respondeu: Cara!!! eu e vc trabalhamos o dia todo, fazemos tantas coisas diferentes para alcançarmos um padrão de vida digna com o mínimo de conforto, agora pensa comigo o capeta só faz uma coisa desde que o “mundo é mundo”, ele já faz isso a tanto tempo que ele mesmo se confunde com o que faz… ele não tem que pensar em estudar, para arrumar um emprego melhor, ou não pensa em pagar a conta de água e energia no fim do mês, não tem que se preocupar em presar por sua reputação ou seu bom nome… Cara ele só faz uma coisa…. acaba,acaba e acaba com a vida das pessoas…. só isso e mais nada e pra isso ele tem tanta artimanhas e ferramentas que ele já tá mais que letrado!!!!

Eu fiquei intrigado com essas poucas palavras que ouvi de um cara que tá caminhando nos caminhos de Deus a tão pouco tempo.

Pensei comigo mesmo de uma forma bem derraigada: Agente dá um duro danado pra rompe, cresce, desenvolver, conquistar a Deus e aos homens e tem um miserável que tem como objetivo existencial te ferra, desmoraliza e destruí com tudo o que é bom e agradável… e diante disse eu te respondo o que eu tenho em comum com o Diabo!!!

Ele não gosta de mim e eu não gosto dele… é isso é que nós temos em comum.

Qual tem sido sua cultura?

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on fevereiro 5, 2009

cultura

Será que a forma que temos vivido o cristianismo tem influenciado a cultura de nossa casa, nossa família, nossos amigos e a sociedade? A cultura cristã segundo o estilo/modo de vida bíblico (que não podemos rotular) tem sido a cultura mais forte? ou em palavras de sociólogos, tem sido a cultura PREDOMINANTE? ou será que tem sido o contrário?!

A cultura sedentária e de certo ponto anárquica de Big Brother´s Brasil, de degeneração moral e social e de libertinagem material tem sido uma vitrine aberta à degustação que tem enchido o líbido do homo sapiens moderno.

jesus2ap8Muito mais do que atribuir valores de certo ou errado a práticas, costumes e modismo o que temos feito a esse respeito?

O simples fato de sabermos que algo é de proveito ou não, não nos credencia a ser melhores ou piores do que os que se prostituem com ideologias e concepções sem as pratica-lás!

Em Romanos 12:2 fala: “E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente…”. Quando você faz um bolo este bolo depois de pronto, fica “conforme”, isto é, o formato, fica igual ao da forma. Ele por si não tem formalidade, não tem forma, ele precisa ser colocado em uma fôrma para criar forma… quando a palavras nos fala “e não vós conformeis” ela está dizendo: Você está numa fôrma que é o mundo, contudo você não pode deixar que ela venha te moldar… em outras palavras, sair dessa fôrma não tem como, nos já estamos inseridos dentro dela, e disso não tem como fugir!!! Agora, se deixar moldar segundo a cultura “natural’ do mundo é opção nossa… isso sim nos podemos escolher, mesmo que não seja fácil!!!

Contudo tem pessoas… ou será vermes ou algum outro tipo de animal… sei lá se verme é animal!!! Tem “gente”que tem a pachorra de esquecer que são racionais (por isso disse animais) que agem somente por instinto e não usam a razão para deciderem e fazerem suas próprias escolhas e decisões. Se escondem na lama de mediocridade e se lavam com desculpas esfarrapadas. Estou me referindo não a “lobo em pele de cordeiro” nem muito menos a “cordeiro em pele de lobos” estou me referindo ao nosso próprio pastor interior que tem nos guiado a águas amargas e a pastos secos.

O dilema vida e morte esta enraizado em tudo que permeia nossa vida… e somos mais propensos a morte do que a vida… talvez porquê a morte seja mais fácil de se atingir do que a vida… é bem mais fácil morrer do que viver na cultura terrena.

A única válvula de escape é porta da entrada e saída, e posso dizer fielmente, que não deixou de ser estreita… e a porta a qual me refiro é a “transformação pela renovação da vossa (nossa) mente”.

cultura1