…Caverna d'Zion…

“Clame em alta voz, não te detenha…”, pois:

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on dezembro 17, 2009

O peso de Babilônia é o que posso sentir ao olhar um reino queimado e se degradando cada vez mais. Uma Torre de Babel me minha cabeça opõe-se a se comunicar comigo, faz-me um estrangeiro dentro de mim. Para onde irei? Rotinas ridículas num processo de auto-afirmação para contender que não sou um vegetal. Entretanto, um puro exemplar, apenas mais um fruto, de uma evolução patética de um deus macaco criado a minha imagem e semelhança, que até o momento não patenteou a roda mas deu “a luz” ao Big Bang. Cada holofote aponta para propagandas midiáticas estimulando uma promíscua relação entre o “eu” e o “eu mesmo”… vendendo “nossa” identidade como uma prostituta vende seu corpo. A mercantilizarão do capital desenvolve uma ignorância em um povinho chamado humanidade e vende-se a uma paranóia viciante de banalidade ao preço de um toco de cigarro, que é tragado e depois de “mui bem” apreciado ao gozo do consumo é descartado. Um tanto quanto, extremamente orgulhoso de ser algo que alguns chamam de orgânico. Todo ornamento científico e empírico dão prova de minha existência. Pois é… estou vivo! Isso é um mero axioma. Mas do que isso me vale?! Do que suas palavras sábias me valem? Se todas as importunas mortes batem a minha porta e nada posso falar para persuadi-las! Se os valentes, reis e deuses na terra tremem diante de suas palavras. Passarei a tratá-la bem… para que não me leve ingratamente! Triste é o engano se nisso confiar, pois a morte é deficiente não ouve, não vê, não sente… isso, porque só algo vivo tem parte com isso… por isso não podemos alcançá-la ou contendermos com ela! Morte onde esta sua ira? fomos libertos pelo Filho da justiça. SERA QUE …Diante de mim grita a ESPERANÇA? 

 Porque as nossas transgressões se multiplicaram perante ti, e os nossos pecados testificam contra nós; porque as nossas transgressões estão conosco, e conhecemos as nossas iniqüidades; Como o prevaricar, e mentir contra o SENHOR, e o desviarmo-nos do nosso Deus, o falar de opressão e rebelião, o conceber e proferir do coração palavras de falsidade. Por isso o direito se tornou atrás, e a justiça se pôs de longe; porque a verdade anda tropeçando pelas ruas, e a eqüidade não pode entrar. Sim, a verdade desfalece, e quem se desvia do mal arrisca-se a ser despojado; e o SENHOR viu, e pareceu mal aos seus olhos que não houvesse justiça.E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. Isaías 59:12;16

Pessimista! Que nada! A realidade é uma só… e por mais complicado ou simples que sejam as palavras a realidade não muda!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: