…Caverna d'Zion…

Deus não é Fanático!

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on janeiro 3, 2009

0065Fanatismo chega ser algo engraçado, falo isso, para não exaltar a seriedade de tal comportamento, tanto para o individuo quanto para a sociedade, um exemplo bem claro são as guerras religiosas“religiosas” até o momento, pois tem envolvimento político e conseqüentemente financeiro em jogo… porque se fosse a simples e pura “religião” sem envolvimento de alguma forma de poder e comando não existira guerra… (a religião é uma “desculpa” para apenas dividir os jogadores colocando cada um nos seu time)

“… sejas encarregado da casa do SENHOR sobre todo o homem fanático, e que profetiza, para o lançares na prisão e no tronco.” Jr 29:26

Jeremias fala que todo fanático deve ser lançado na prisão e no tronco. Depois que li esse texto fiquei a refletir sobre a dura pena para quem é ou está fanático. Pensei que seria pena muito dura… ou que talvez não seria moral/ético esse tipo de pena!!! Contudo, se pessoas que não estão no nível de razão e normalidade social podem de alguma forma prejudicar ou comprometer bom convívio social são internadas em instituições que as protegem para: em 1°lugar não se ferirem e em 2°lugar para não causarem maiores transtornos sociais é bem louvável que em detrimento de tal bem maior (RES PUBLICA) isso seja justificável (ou talvez ate a RES EVANGELIOM, essa parte é brincadeira).

Falando como bom cidadão isso parece até patriotismo, cuidar do interesse público zelando por sua “normal” ordem social. Mas quando falamos do lado Cristão, do lado bíblicotodos podem pensar que a questão é branda!!!! Muito pelo contrário… aí que a coisa fica séria… não falamos mais em nome do bem comum ou de ordem social… falamos da reputação de um Ser... isso mesmo reputação que vem do latim “reputare” que significa: julgar, considerar; dar reputação. isto é… atribuir com valor externo algum julgamento pessoal.

182-8248_imgQuando um fanático faz alguma “coisa” ele não envergonha a ele e sim a quem ele faz menção….

Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” (Gálatas 6:7).

Então cheguei a conclusão que de fato lança-lo na prisão e no tronco não é uma pena tão dura quanto poderia ser o juízo de Deus sobre a vida desse indivíduo e por um outro aspecto é até mesmo uma forma de proteger essa pessoas de sair fazendo besteira e atraindo a ira de Deus sobre ele… Contudo, até agora, foi falado apenas de juízo, não foi mencionado o que fazer ou a conseguencia disso na vida de um fanático.

Tem gente que atribui o fanatismo como um transtorno psicológico, então é uma patologia e por isso deve ser tratada como uma doença mental outros mais místicos atribui como estado de “fé” e alguns outros como oportunismo em detrimento de interesses próprios… entretanto seja qual for, tanto a início quanto a motivação para o fim que se quer alcançar a questão é que isso meche com algo muito delicado… que é a natureza de Deus.

Atribuir anormalidade, pois fanatismo assim o é, a um Deus que é justo (me refiro ao cristão fanático) é totalmente inadmissível é negar o poder criador e soberano do próprio Deus. Podemos considerar por um lado, que o FANATISMO é o contrário da RELIGIÃO.

Enquanto a RELIGIÃO delimita, dita “moda” e padrões o FANATISMO extrapola esses mesmos limites que a religião de “certa forma” impõe…

fanatismo-religioso_1_imagengrandeO tinhoso, o cão, o chifrudo ou seja lá por qual nome vc o conheça é muito astuto tanto para ser religioso, quanto para ser fanático. Se o diabo fosse religioso e fanático nunca conseguiria atrair ninguém, porque tanto o religioso quanto o fanático assusta… contudo o diabo sabe muito bem como utilizar esses defeitos humanos (brechas) a seu favor… e é uma arma que a muito tempo tem sido utilizada por ele com um alto índice de aproveitamento… mas o mais triste é que o credenciamos e disponibilizamos a fazer o que ele quer… verdadeiras marionetes!!!

“Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo. 10:10). Abundância vai além da normalidade… contudo não é desiquilíbrio… por mais que estejamos cheio do poder de Deus e as pessoas não entendam as nossas ações nem muito menos nossa fé a própria palavra de Deus nos exorta pra que sejamos vigilantes não nos deixando envolver pelo nosso próprio desejo de querer tomar o lugar do próprio Deus… ultrapassando a qualidade de filho… tomando as dores que não são nossas e nos colocando ou pelo menos tentando estar numa posição onde ele nunca nos colocou… nos comportando fanaticamente!!!!

xmasmanger2Que não venhamos a envergonhar o nosso Deus agindo de forma fanática… mas que venhamos a agrada-lo com nossa vida real por mais dura e feia que possa ser o momento que estejamos passando e não cedendo a vaidade de oferecer para Ele uma ilusão bonita e adornada do nosso fanatismo.

Anúncios

Deus já fez o Banço de Fim de Ano e vc?

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on dezembro 26, 2008

 fim1

Estamos chegando ao fim de mais um ano…

Quantos de nós pensamos no que temos passado e o que temos feito…será que temos isso como parte da nossa cultura e do nossos hábitos… será que fazemos como as lojas fazem no fim de ano… os famosos BALAÇOS… constatando o que foi prejuízo e o que foi lucro ou aquilo que precisa ser melhorado e mudado!

1793105be99azz8Tem um filósofo chamado Nicolau Maquiavel que tem uma frase interessante no livro “O Príncipe” que diz: “o fim justificam os meios.” É uma frase interessante e com um contexto grandioso.

Se olharmos para aquilo que queremos alcançar e se só olharmos cegamente para isso, o alvo, não nos importando com a trajetória ou o que teremos que fazer para atingir esse fim… isso pode ser muito perigoso (Tudo tem um preço e esse preço está contida na trajetória)

A frase de Maquiavel, redunda em 3 idéias 1°fim, 2°justificativa e 3°meio… e por incrível que pareça não podemos ao fazer determinada ação fugir de nenhum dessas 3 idéias. Todos os ciclos que passamos e que ainda estamos por passar é permeado por esse 3 pontos:

Para fazemos algo queremos alcançar um determinado resultado (1°fim), temos uma razão para a fazer (2°justificativa) e utilizamos determinadas ferramentas (3°meio). Ignorar os resultados desses 3 pontos é a mesma coisa que ignorar aquilo que fazemos… é fazer alguma coisa sem ter um porquê!!!

Estamos chegando ao fim de mais um ciclo do nosso calendário… no dia 31/12 podemos perceber nitidamente o fim de um processo e conseqüentemente o início de um novo ciclo.

Como seres históricos temos nossas vidas marcadas de ciclos, alguns de anos outros de semestres, meses, semanas, dias, horas e até mesmo simples momentos que são verdadeiros ciclos com início, meio e fim…igualzinho uma redação.

Contudo, por uma questão que pode ser cultural, familiar ou mesmo pessoal… não temos um “feedback” conosco mesmos de tudo o quanto passamos, ou muito menos a que resultado chegamos ao fim de um determinado ciclo.

1154132577_artificial_intelligence2Simplesmente temos ignoramos os ciclos como uma coisa NORMAl... pelo simples fato de ser algo NORMAL não damos o devido VALOR. Acostumamos a apenas viver um dia após o outro esperando que as coisas “boas” ou “ruins” simplesmente apareçam do nada… tipo a música do Zeca Pagodinho “deixa a vida me leva…vida leva eu…” E isso é perca de tempo… caso você concorde em perder tempo esse texto não tem nada haver com vc!!!

Para que exista evolução é necessário se ter uma seleção, que no nosso caso (livre-arbítrio) não é nada natural e nem pode ser (pois se houvesse, seria sorte ou acaso), não estou falando de Charles Darwin ou de evolução das espécies… estou falando sim de evolução humana… totalmente racional, seletiva, reflexiva e acima de tudo voluntária.

E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, DESCANSOU no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele DESCANSOU de toda a sua obra que Deus criara e fizera. (GN 2:2,3)

A palavra que + me chamou a atenção desses versículos é a palavra “descansou”… Peraí Deus precisa descansar?… O Todo Soberano… onisciente, onipresente, onipotente… Ele precisa de descanso?!?!

É claro que DEUS não precisa descansar… Quando a palavra relata que Ele descansou ela está se referindo que Deus estava olhando, refletindo, pensado em tudo o quanto tinha sido criado por Ele… em outras palavras estava CONTEMPLANDO toda sua criação!!!

A palavra descanso para o povo Hebreu tem o sentido de RELEMBRAR (no sentido de agir) é uma lembrança que traz mudança, quando Deus fala para guardar o sábado Ele esta dizendo: “ Tira um dia pra vc se lembrar de Mim, pra você Me contemplar, um dia pra vc se voltar pra Mim…”

Deus o todo poderoso parou para refletir, para pensar, para processar o que Ele mesmo com toda sua perfeição tinha criado!!!! Ele parou para contemplar o que era perfeito!!!

Se o Próprio Deus parou para contemplar, algo perfeito, imagine o que nos não temos que fazer!!!

Quantas vezes paramos para refletir sobre o que passamos… e olha que está longe de ser perfeito!!!

Precisamos tanto de pensar no que vivemos e a forma que temos nos portado para não perdermos tempo aceitando migalhas…

Todos nos criados a imagem e semelhança de Deus já contamos por hereditariedade com essa virtude e dom divino de refletir, contemplar, relembrar o que já se foi… para que venhamos a crescer, desenvolver e evoluir…

Se Aquele que já é perfeito faz isso… que dirá nós…!!!

mudanac2a7aRefletir e contemplar… é praticamente um mandamento de Deus para aqueles que querem PROSPERAR… Contudo, o simples fato de refletirmos sobre o que já passamos não nos credencia a sermos pessoas melhores ou dignas de algum merecimento… o que nos habilita e nos credencia a passarmos de um nível a outro e de verdadeiramente crescermos é a MUDANÇA que essas contemplação… que essa reflexão nos proporciona.

Essa mutação a que estamos sujeitos, quando paramos para contemplar o que já foi feito ou que estamos fazendo, é apenas o início de uma estrada, na verdade ela é apenas a porta.

A mudança em nossas vidas não é um FIM ela é apenas um MEIO…

Maquiavel estaria certo? “o fim justificam os meios.” Não sei!!!

Só sei que essas mudança que nos fazem crescer e desenvolver não podem vir de nós mesmos!!!

Foi isso mesmo que você leu!!!! NÃO PODEM VIR DE NÓS MESMOS!!! Repetindo + uma vez:

NÃO PODEM VIR DE NÓS MESMOS!!!

Somos assediados diariamente por todos os meios de comunicação pela idéia que o homem pela sua mente ou por suas próprias reflexões pode MUDAR a sua própria vida e até mesmo a vida dos que estão a sua volta… e ainda chama o que foge disso de retrogado!!!

Um pequeno exemplo disso atualmente: Existe uma ciência com o nome de Logosofia que prega a superação humana pela sua própria força, crendo que a evolução humana consiste em uma organização psíquica e mental, em suas mais amplas possibilidades e proporções. Bonito… lindo… totalmente racional e bem estruturado… e até confesso que se não fosse o HOMEM a base de tudo eu seria partidário dessa idéia…

É incrível o esforço que o homem faz para ser melhor que Deus… é uma inveja louca e até compulsiva de ser melhor que seu criador…

Tem uma frase que lia a muito tempo, nem me lembro que é o autor, e gosto muito dela. Ela diz assim: “Como o macaco mais lindo e perfeito é feio comparado ao homem assim o homem mais perfeito e lindo é feio comparado a Deus. ”

Apalavra de Deus fala “maldito o homem que confia no homem… que confia na força do seu braço” em Jó a uma palavra assim: “Como pode do impuro se tirar o puro?”

E da mesma forma eu te pergunto: Como pode o homem mudar ele mesmo? Se ele, homem, tem ele mesmo como base, como modelo! É necessário algo externo a ele, para o mudar, moldar, faze-lo crescer, desenvolver e evoluir…

Dessa forma voltamos ao ponto, já falando anteriormente, que o homem por mais que reflita, contemple e pense isso por si só não o fará melhor se não tiver algo superior que o direcione e que o norteie e que principalmente o mude. Não adianta relembrar o que passamos por exemplo de ruim ou que poderíamos ter feito de forma diferente e apoiarmos essas mudanças em nos mesmos… somos falhos, pequenos e nossas forças não são um alicerce seguro para edificarmos os nossos sonhos projetos e aquilo que queremos mudar.

O interessante na parábola do construtor é que ele consegui construir ele conseguiu edificar a casa que ele queria… fico imaginando que a casa ficou do jeito que ele sonhava… ele pagou o preço construiu… mas infelizmente a base (estrura o acicerce) era areia… não era sólida, não era a rocha.

Que depois de passarmos a ter a cultura de refletirmos e contemplarmos o que temos feito em cada ciclo, possamos ter a coragem e ousadia (porque é uma questão de FÉ, puramente) de buscar e fazer de Deus, que é a sua Própria Palavra, a estrutura para construirmos as nossas mudanças, os nosso novos projetos e sonhos.

Porventura pode o etíope mudar a sua pele, ou o leopardo as suas manchas? Então podereis vós fazer o bem, sendo ensinados a fazer o mal.” Jr. 13:23