…Caverna d'Zion…

Deus Fala através de uma PORTA DE BANHEIRO…

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on dezembro 22, 2009
 

Hoje tive a infeliz oportunidade de ir a um enterro, esposo de uma colega de trabalho…

O coisa ruim… que clima… parece que em todos surtam sentimentos que a muito estavam adormecidos. Por um breve e leve momento são colocadas de lado diferenças e indiferenças entre uma condolência e outra… perceptivelmente só abre mais a ferida da dor dos familiares lembrando-os da realidade que esta posta (ou melhor Póstuma).

Morte! Antes se faziam piadinhas bem humoradas sobre o tema, eram tecidas considerações dialéticas com contornos floridos e pejorativos… histórias de cunho religioso e cultural dava um toque que começa do místico aos esbarrões do ceticismo e chegava a uma fuzarca de falácias cômicas. Aqueles mesmos que empregaram uma retórica invejável, agora são protagonistas de seus temas e de suas reflexões anteriores, podendo empiricamente comprovar suas “teorias” ditas com tom espartano anteriormente.

Mas ainda, sobram os vivos, nós, que ao ver um caixão ser colocado 7 palmos abaixo da terra nos damos conta, mesmo que por um momento, o quanto somos frágeis e perecíveis.

Alguns, nesse momento solene, com palavras de consolo “criam” uma vida póstuma atraente para suavizar tanto sua dor quanto a das famílias. – Preocupa não ele tá num lugar bem melhor! Outros por serem menos falsos e colocarem seu próprio orgulho em jogo em não aceitarem o argumento anterior se permitem ater a sua própria realidade: – Seja forte, ele gostaria que fosse assim.

Entre afetos e desafetos passados, uma família se unem para descobrir que a cova é uma confraternização (unir como irmãos) familiar.

Cheguei a uma pergunta: Qual será nossa data de validade? Já pensou nisso? Ou será que não é corajoso o bastante pra pensar! Tem gente que não tem! 

Dentre muitas coisas que me chamaram a atenção nesse enterro uma coisa em particularmente me “emocionou”, e não estou errado quando falo “emocionou” e você vai entender o porquê. Tive que fazer algo que ninguém podia fazer por mim e nesse momento foi a casinha, Wc, miquitório, tualet, também conhecido como banheiro… vi uma frase escrita na porta que dizia o seguinte: “Por maior que seja a dor sempre arrume tempo para cagada.” Parei e pensei: esse infeliz que escreveu na porta respondeu minha pergunta… não sei que dia vai vencer minha data de validade mas até lá vou arrumar tempo para fazer tudo que tiver de ser feito.

Onde fica Deus nisso tudo? Você pode me perguntar! Respondo:

* Se tu é cristão verdadeiro fica tranqüilo que a tua vida e tua cagadas não são tuas são Dele;

* Se tu não é cristão verdadeiro te liga que ainda da tempo de arrumar a cagada que anda fazendo;

* Se tu não é cristão meu amigo, tu ta cagando e andando, e tua validade já tá vencida faz tempo.

Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor. (1°Pe 1:24)

Me falaram que a tecnologia vai banir a  morte…rs Respondi: – Creio que isso é coisa de George Lucas, Star Wars e  ficção científica a realidade é uma só “enquanto houver pecado haverá morte”:

Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor (Rm 6.23).

Concluindo…: Sua vida não é uma “cagada” do acaso, muito menos sua MORTE vai ser!

 

Anúncios

A Confiança pede “arrego”

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on março 31, 2009

confiancaConfiança é uma palavra que a cada dia anda mais difícil de se encontrar nas esquinas! Tem se a oportunidade de ter esperança porque a esperança depende de nós, mas a confiança é algo que vai além de nos mesmosconfiança não é fé, agora, é claro que fé é confiança e mais alguns outros componentes… Nossa confiança esta cada dia mas firmada, estabelecida e depositada em certezas materiais, visíveis em outras palavras naquilo que pode se ver!!! Estamos esquecendo que todas essas certezas ditas como “reais” pelo simples fato de a vermos não as credenciam a serem verdadeiras e sólidas o bastante para que depositemos nossa confiança nelas… essas ditas “certezas” são temporais e logo são perecíveis, não são eternas e imutáveis.

Nossa percepção humana tem a inclinação de preferir confiar no que se pode ver, do que naquilo que é verdadeiro mas que não se pode ver… estou falando de VERDADES ETERNAS e IMUTÁVEIS que é um terreno sólido para se construir qualquer tipo de confiança. Isso para muitos pode parecer uma papo meio “noiado” e puramente “metafísico” contudo não o é!

confiança pede arregoTemos perdido a confiança nesse mundo terreno pois temos confiado naquilo que é transitório, e se é transitório logo é mutável e se é mutável logo é perecível e toda a espectativa que foi colocado nisso também é mutável e perecível, em outras palavras ela acaba e a confiança depositada nela também.

Com toda correria do dia-dia e com o tempo sendo nosso maior concorrente essas estruturas que são perecíveis são quase reconstruidas todos os dias e logo a nossa confiança atinge um grau de descrença que não mais quer se dar ao “luxo” de confiar em nada!! Isaías 31:1 diz: 

Temos confiado em tudo como coisas para determinado fim, mas em contra partida, temos ignorado confiar na gêneses dessas mesmas coisas.

alwaysA confiança de uma pessoa temente a Deus não pode estar baseada naquilo que Deus proporciona que façamos seja (tecnologicamente ou mesmo um dom) mas tem que ser baseado Nelenão pode ser baseado em criaturas ou em criações e sim no criador! Não podemos nos frustar com o nosso próximo pois só se frusta aquele em quem confiamos e a palavra de Deus e a própria história nos mostra que o ser humano por mais que seja a mais bela criação também não e digna de confiança…

Então não culpe o próximo pelo fato de você mesmo ter confiado nele a confiança é algo que começa em você e você é responsável por ela, seu próximo por mais que seja de confiança ainda é uma criatura e não um criador.

NÃO CULPE O SEU PRÓXIMO POR AQUILO QUE VOCÊ DEPOSITOU NELE, FOI VOCÊ QUE DEPOSITOU. QUE SEJAMOS MAIS RESPONSÁVEIS PELOS SENTIMENTOS QUE NUTRIMOS, POIS SOMOS NOS QUE SOMOS RESPONSAVEIS PELOS NOSSOS SENTIMENTOS E CONFIANÇAS NÃO OS OUTROS.

Ai dos que descem ao Egito a buscar socorro, e se estribam em cavalos; e têm confiança em carros, porque são muitos; e nos cavaleiros, porque são poderosíssimos; e não atentam para o Santo de Israel, e não buscam ao SENHOR.

TEMOS CONFIADO que meios de comunicação modernos podem facilitar a forma e a qualidade com que nos comunicamos (errado), TEMOS CONFIADO que tecnologias modernas na área da saúde vai proporcionar ao nossa saúde quase a imortalidade do corpo (errado), temos confiado que os crescentes livros de auto-ajuda vai nos levar a vencer nossas dificuldade pessoais (errado), TEMOS CONFIADO que armas mais poderosas vão nos proteger de nossos inimigos (errado), e ainda existem aqueles que CONFIAM que Deus é uma ficção/idéia criada pelo nosso psicológico pois somos seres dependentes de algo maior para justificar nossos erros e nossas frustrações (errado).

Temos confiado em tudo como coisas para determinado fim, mas em contra partida, temos ignorado confiar na gêneses dessas mesmas coisas.

A confiança de uma pessoa temente a Deus não pode estar baseada naquilo que Deus proporciona que façamos seja (tecnologicamente ou mesmo um dom) mas tem que ser baseado Nelenão pode ser baseado em criaturas ou em criações e sim no criador! Não podemos nos frustar com o nosso próximo pois só se frusta aquele em quem confiamos e a palavra de Deus e a própria história nos mostra que o ser humano por mais que seja a mais bela criação também não e digna de confiança…

Então não culpe o próximo pelo fato de você mesmo ter confiado nele a confiança é algo que começa em você e você é responsável por ela, seu próximo por mais que seja de confiança ainda é uma criatura e não um criador.

NÃO CULPE O SEU PRÓXIMO POR AQUILO QUE VOCÊ DEPOSITOU NELE, FOI VOCÊ QUE DEPOSITOU. QUE SEJAMOS MAIS RESPONSÁVEIS PELOS SENTIMENTOS QUE NUTRIMOS, POIS SOMOS NOS QUE SOMOS RESPONSAVEIS PELOS NOSSOS SENTIMENTOS E CONFIANÇAS NÃO OS OUTROS.