…Caverna d'Zion…

O Cristo de Paulo Freire também tem que ser o nosso Cristo

Posted in Artigos Pessoais, Videos by Segundo on abril 23, 2010

Nossa… gosto muito desse brother, Paulo Freire é um brasileiro muito massa, pensador no melhor sentido da palavra… Estudando para uma prova vi um trexo de um video que muito me chamou atenção. Para um cristão falar de Cristo e descartar a palavra COERÊNCIA e CONSCIÊNCIA é a mesma coisa que pedir para um cego descrever um elefante… Se vc gosta de Maxismo vai gostar ainda mais, mas se não, não se preocupe que o video é bem rapidinho… 

… os quais mostram a obra da lei escrita no seu coração, testificando juntamente a sua consciência e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os, no dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.
Romanos 2:15-16

Depois disso é só “cria vergonha na cara” e ajudar o próximo. Cristianismo sem ajudar o próximo não existe…

RELA-cionar…Ñ é Opção!É necessidade!

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on abril 4, 2009

missaoDeus enquanto essência e suprema perfeição se relaciona através da trindade, o próprio Deus que se declara “Eu sou o que sou” não é um ser egocêntrico ou individualista. Esse Deus criador, o nosso Jeová, é um Deus que se relaciona primeiro com Ele mesmo… e quando falo isso estou me referindo à antes da criação “do mundo”, da humanidade! Não foi por um mero atos isolado que Deus disse “façamos o homem, a nossa imagem e semelhança”.

Nossa essência humana, enquanto feita a imagem e semelhança de Deus carrega o DNA de nosso Pai e dessa forma temos intrinsecamente a necessidade de nos relacionarmos tanto com Deus como principalmente com o nosso próximo. Entretanto esse relacionamento vai muito além da idéia de aglomeração que temos nas cidades ou nos grandes pólos onde vemos nas ruas dezenas, centenas e milhares de pessoas andando uma do lado da outro ou outro exemplo são os gigantescos conjuntos habitacionais de apartamento nos grandes centro urbanos.

casal1A graça que nos foi dada de nos relacionarmos não é opção ou muito menos uma decisão ela é uma necessidade, contudo nos foi dado a liberdade (o livre arbítrio) de decidirmos como fazemos disso ou o que fazemos com isso.

A palavra de Deus nos relata que “tudo que Deus faz tem um fim proveitoso” então cabe a pergunta: Que fim proveitoso existiria ao nos relacionarmos?

Tudo no nosso vida atual esta ligado ao relacionamento. Empresas investem pesado querendo tornar o relacionamento o mais próximo possível, pois sabe que quanto mais próximos os clientes estão maior a possibilidade de fidelização com a marca e com o produto e isso garante rentabilidade certa; todo o processo tecnológico esta firmada nessa raiz relacionametal, a internet hoje não somente é a maior ferramenta desse processo tecnológico como também é a que mais cresce, em outras palavras, anteriormente vc tinha que sair de casa para se relacionar com o seu próximo hoje não mais se precisa disso, com um simples click vc se relaciona com o outro lado do mundo é o chamado relacionamento virtual; tem se a tendência mundial dos governos de se aproximarem o máximo da população deixando de lado a burocratização para fazer um governo o mais democrático e republicano possível, procurando assim uma justiça e um equilíbrio sócio-político-econômico que só o relacionamento pode proporcionar; a própria família moderna tem tentado resgatar esse “perdido relacionamento” pois percebeu que na falta deste a própria família se torna uma instituição falida e sem propósito e tantos outros exemplos poderíamos citar para justificar que mais do que nunca a palavra relacionamento esta na “moda” moderna.

200068598-002Nem se precisa dizer então que o poder a influência do relacionamento é algo quase que decisivo na vida de um ser humano. Isso porque somente através do relacionamento podemos nos desenvolver em qualquer esfera seja econômica, social, espiritual ou em qualquer outra área da vida humana.

A palavra de Deus nos mostra que o fim proveitoso que existe ao nos relacionarmos é o progresso o desenvolvimento e a maturidade que se forma quase que de forma empírica no decorrer desse processo. Contudo, não é puramente o simples fato de nos relacionarmos que nos garante esse crescimento e desenvolvimento como resultante do processo.

Tem que se ter em mente que a qualidade desse relacionamento esta no que se pode “retirar” e “abstrair”. Não existe bons relacionamento que não se possa retirar algo de proveitoso e não existe mal relacionamento que também não se possa se aprender e apreender algo. Em outras palavras, de uma forma ou de outra se cresce, entretanto tem que se ter a perspicácia e a sensibilidade de se filtrar isso de cada relacionamento. Isso é totalmente pessoal e intransferível, essa capacidade nos difere uns dos outros e nos fazem cada dias pessoas mais diferentes uma das outras e nesse julgamento e atribuições de valores nem mesmo Deus interfere pois Ele mesmo que é o legislador desse processo de amadurecimento.

Que venhamos a ser responsáveis relacionamento-explosivopelos nossos relacionamentos e principalmente o que fazemos deles e com eles. Que a honra que nos foi dado por Deus de nos presentear de sermos pessoas diferentes (tomará que para melhores) seja também uma oportunidade de retribuir a Ele no mínimo a parte que nos compete que é de termos responsabilidade de fazer render essa dracma.

A Confiança pede “arrego”

Posted in Artigos Pessoais by Segundo on março 31, 2009

confiancaConfiança é uma palavra que a cada dia anda mais difícil de se encontrar nas esquinas! Tem se a oportunidade de ter esperança porque a esperança depende de nós, mas a confiança é algo que vai além de nos mesmosconfiança não é fé, agora, é claro que fé é confiança e mais alguns outros componentes… Nossa confiança esta cada dia mas firmada, estabelecida e depositada em certezas materiais, visíveis em outras palavras naquilo que pode se ver!!! Estamos esquecendo que todas essas certezas ditas como “reais” pelo simples fato de a vermos não as credenciam a serem verdadeiras e sólidas o bastante para que depositemos nossa confiança nelas… essas ditas “certezas” são temporais e logo são perecíveis, não são eternas e imutáveis.

Nossa percepção humana tem a inclinação de preferir confiar no que se pode ver, do que naquilo que é verdadeiro mas que não se pode ver… estou falando de VERDADES ETERNAS e IMUTÁVEIS que é um terreno sólido para se construir qualquer tipo de confiança. Isso para muitos pode parecer uma papo meio “noiado” e puramente “metafísico” contudo não o é!

confiança pede arregoTemos perdido a confiança nesse mundo terreno pois temos confiado naquilo que é transitório, e se é transitório logo é mutável e se é mutável logo é perecível e toda a espectativa que foi colocado nisso também é mutável e perecível, em outras palavras ela acaba e a confiança depositada nela também.

Com toda correria do dia-dia e com o tempo sendo nosso maior concorrente essas estruturas que são perecíveis são quase reconstruidas todos os dias e logo a nossa confiança atinge um grau de descrença que não mais quer se dar ao “luxo” de confiar em nada!! Isaías 31:1 diz: 

Temos confiado em tudo como coisas para determinado fim, mas em contra partida, temos ignorado confiar na gêneses dessas mesmas coisas.

alwaysA confiança de uma pessoa temente a Deus não pode estar baseada naquilo que Deus proporciona que façamos seja (tecnologicamente ou mesmo um dom) mas tem que ser baseado Nelenão pode ser baseado em criaturas ou em criações e sim no criador! Não podemos nos frustar com o nosso próximo pois só se frusta aquele em quem confiamos e a palavra de Deus e a própria história nos mostra que o ser humano por mais que seja a mais bela criação também não e digna de confiança…

Então não culpe o próximo pelo fato de você mesmo ter confiado nele a confiança é algo que começa em você e você é responsável por ela, seu próximo por mais que seja de confiança ainda é uma criatura e não um criador.

NÃO CULPE O SEU PRÓXIMO POR AQUILO QUE VOCÊ DEPOSITOU NELE, FOI VOCÊ QUE DEPOSITOU. QUE SEJAMOS MAIS RESPONSÁVEIS PELOS SENTIMENTOS QUE NUTRIMOS, POIS SOMOS NOS QUE SOMOS RESPONSAVEIS PELOS NOSSOS SENTIMENTOS E CONFIANÇAS NÃO OS OUTROS.

Ai dos que descem ao Egito a buscar socorro, e se estribam em cavalos; e têm confiança em carros, porque são muitos; e nos cavaleiros, porque são poderosíssimos; e não atentam para o Santo de Israel, e não buscam ao SENHOR.

TEMOS CONFIADO que meios de comunicação modernos podem facilitar a forma e a qualidade com que nos comunicamos (errado), TEMOS CONFIADO que tecnologias modernas na área da saúde vai proporcionar ao nossa saúde quase a imortalidade do corpo (errado), temos confiado que os crescentes livros de auto-ajuda vai nos levar a vencer nossas dificuldade pessoais (errado), TEMOS CONFIADO que armas mais poderosas vão nos proteger de nossos inimigos (errado), e ainda existem aqueles que CONFIAM que Deus é uma ficção/idéia criada pelo nosso psicológico pois somos seres dependentes de algo maior para justificar nossos erros e nossas frustrações (errado).

Temos confiado em tudo como coisas para determinado fim, mas em contra partida, temos ignorado confiar na gêneses dessas mesmas coisas.

A confiança de uma pessoa temente a Deus não pode estar baseada naquilo que Deus proporciona que façamos seja (tecnologicamente ou mesmo um dom) mas tem que ser baseado Nelenão pode ser baseado em criaturas ou em criações e sim no criador! Não podemos nos frustar com o nosso próximo pois só se frusta aquele em quem confiamos e a palavra de Deus e a própria história nos mostra que o ser humano por mais que seja a mais bela criação também não e digna de confiança…

Então não culpe o próximo pelo fato de você mesmo ter confiado nele a confiança é algo que começa em você e você é responsável por ela, seu próximo por mais que seja de confiança ainda é uma criatura e não um criador.

NÃO CULPE O SEU PRÓXIMO POR AQUILO QUE VOCÊ DEPOSITOU NELE, FOI VOCÊ QUE DEPOSITOU. QUE SEJAMOS MAIS RESPONSÁVEIS PELOS SENTIMENTOS QUE NUTRIMOS, POIS SOMOS NOS QUE SOMOS RESPONSAVEIS PELOS NOSSOS SENTIMENTOS E CONFIANÇAS NÃO OS OUTROS.